Polícia

Grávida implora para não ser assassinada pelo companheiro em Barra do Pojuca; ouça o áudio

Criança também morreu.

Um áudio com os últimos momentos de vida de Tamires Alcântara da Silva, grávida de 30 anos que foi morta no domingo (27) em Barra do Pojuca, retrata a forma desesperada como a jovem implorou pela sua vida e de seus quatro filhos antes de ser executada com diversos tiros.

A criança que estava no ventre de Tamires também não resistiu. O suspeito de efetuar os disparos é o companheiro da jovem, que seria advogado. Após assassinar Tamires, ele tentou se esconder em uma pousada para fugir de populares que ficaram revoltados com o crime. Eles presenciaram um dos filhos da vítima gritando na rua por socorro. 

O homem foi preso na pousada por policiais militares. No momento da prisão, ele estava portando a arma que foi usada no feminicídio.

As crianças só não teriam sido mortas porque a jovem implorou que o homem as deixasse sair da casa onde viviam. Em entrevista ao Balanço Geral, uma testemunha disse que o suspeito tinha ciúmes exacerbados e não gostava que a mulher saísse para lugar nenhum. Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo