Cotidiano

Governo distribuirá repelente contra Aedes aegypti apenas a grávidas do Bolsa Família

MARCELO CASTROApós descartar a distribuição de repelentes de mosquito a todas as grávidas, o Ministério da Saúde anunciou, nesta segunda-feira (25), que as gestantes que participam do programa Bolsa Família receberão gratuitamente o produto.

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, afirmou ainda, segundo a Agência Brasil, que se reunirá nesta quarta (27) com os fabricantes de repelentes para estudar a viabilidade de fornecer a quantidade necessária. O governo trabalha com o número médio de 400 mil gestantes em todo o país. “Às demais pessoas, recomendamos que usem os repelentes. São produtos seguros, registrados e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e as pessoas podem comprar em farmácias para usar”, ressaltou.

Castro se reuniu com outros ministros e a presidente Dilma Rousseff para discutir ações de exterminação do mosquito. Na sexta-feira (29), a presidente visitará a Sala Nacional de Coordenação e Controle do Plano de Enfrentamento à Microcefalia, em Brasília, de onde conduzirá uma reunião por videoconferências com os governadores, cada um nas respectivas salas estaduais de combate ao mosquito. “Há 30 anos que esse mosquito habita o país e não conseguimos eliminá-lo.

Se a sociedade brasileira não chamar a si esta responsabilidade neste momento grave de uma das crises maiores de saúde pública já vivida em qualquer tempo no Brasil, não seremos vitoriosos”, acrescentou o ministro. De acordo com ele, o governo não vai “economizar nada” e fará “tudo que for necessário” no combate ao mosquito. “Acho que houve uma certa contemporização com o mosquito. Agora a situação é completamente diferente. Além da dengue, o mosquito está transmitindo a chikungunya e principalmente a Zika. Precisamos essencialmente da mobilização da sociedade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo