Cotidiano

Governo admite que usou assinatura de Moro sem autorização na exoneração de Valeixo

Em ofício encaminhado à Polícia Federal, a Secretaria-Geral da Presidência admite que a assinatura de Sérgio Moro, foi incluída no ato de exoneração de Maurício Valeixo, da diretoria-geral da Polícia Federal, sem a ciência do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, à época. A informação é da Folha de São Paulo.

De acordo com a publicação, o órgão justifica que é praxe usar o nome do ministro relacionado ao ato do Diário Oficial da União, e por isso a assinatura de Moro endossou a demissão de Valeixo. O governo alega que houve um descuido, mas não uma ilegalidade.

O presidente Jair Bolsonaro é investigado por falsidade ideológica pela Procuradoria Geral da República (PGR) no inquérito que apura a veracidade das informações do ex-juiz da Lava Jato contra o chefe do Executivo.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo