BrasilGeral

Governadores do Nordeste voltam a conversar com fundo russo que financia a Sputnik V

O fundo soberano russo que coordena o desenvolvimento da vacina Sputnik V voltou a conversar com os governadores do Nordeste sobre a possibilidade de vender o imunizante diretamente aos estados. A negociação foi retomada pelo governador da Bahia, Rui Costa.

 Na semana passada, o STF liberou estados e municípios para comprarem diretamente vacinas de laboratórios estrangeiros quando as doses ofertadas pelo Ministério da Saúde forem insuficientes para atender às suas populações.

 Elas não precisam passar pelo crivo da Anvisa —desde que tenham sido aprovadas por agências estrangeiras renomadas. É o caso da Sputnik V.

Com a lentidão da vacinação no Brasil e o crescimento preocupante dos casos de Covid-19, Costa voltou então a conversar com os russos —com quem, no ano passado, chegou a firmar acordo para importar 50 milhões de doses, que seriam divididas com outros estados da região.

 O governador inclusive acionou a equipe jurídica para saber se o STF permitiu, além da compra, que os estados possam também fazer a vacinação —ou se teriam que entregar as doses ao Programa Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde.

 Os russos tinham se comprometido, no ano passado, a entregar 10 milhões de doses de vacinas já entre janeiro e março. Naquela época, eles tinham acordo com cerca de dez países.

Agora, 39 países já autorizaram o uso da Sputnik V —e o fundo russo poderia entregar as mesmas 10 milhões de doses, mas de forma escalonada entre março e maio.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo