Cidades

Geddel rebate Everaldo Anunciação e diz que PT tem medo de Vaccari

GEDDEL - DEDO EM RISTEPresidente estadual do PMDB, o ex-ministro Geddel Vieira Lima rebateu asdeclarações do presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, de que todos os partidos estariam nas mesmas condições que o PT ao justificar o não afastamento do tesoureiro da legenda, João Vaccari Neto, acusado de recebimento de propina no esquema de corrupção da Petrobras. Para Geddel, o Partido dos Trabalhadores “institucionalizou o roubo” no sistema político brasileiro e tenta “colocar todo mundo no mesmo barco”. “Na verdade, o PT não afasta Vaccari porque tem medo que ele abra a boca. O PT perdeu toda a credibilidade”, apontou o peemedebista. No último dia 16 de março, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Nesta terça-feira (31), o doleiro Alberto Youssef, um dos delatores da Operação Lava Jato, disse em depoimento à Justiça Federal do Paraná que mandou entregar cerca de R$ 400 mil ao tesoureiro na porta do diretório nacional do PT em São Paulo. Em conversas reservadas, aliados do partido defendem o afastamento do tesoureiro sob a alegação de desgaste para o partido e para o Palácio do Planalto. Para Anunciação, dirigente do PT na Bahia, “se ficar desconforto, tinha que ficar para o presidente do DEM, para o presidente do PSDB, do PMDB”. “Todos receberam da mesma forma que o PT recebeu. Por que o PT tem que fazer o pré-julgamento de Vaccari e afastar?”, questionou o petista.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo