Geral

Geddel divide cela com suspeitos de terem hackeado celular de Moro

Preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) está dividindo cela com os três suspeitos de terem invadido as mensagens de Sérgio Moro e dos procuradores do Ministério Público.

Na ala em que Geddel está preso estão somente, além dele, o hacker Walter Delgatti, Danilo Cristiano Marques e Gustavo Elias Santos.

O defensor geral Igor Roque contou ao jornal Estado de São Paulo que Walter está sentindo “um profundo sentimento de resignados com a prisão”.

“Os três consideram que a polícia já colheu o que tinha colhido de prova. A prisão está sendo usada como meio de tortura para eles falarem o que não têm para falar. Sentem um misto de tristeza com tortura”, disse Roque.

Bahia.ba

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar