Bahia

Gato é morto em armadilha em Cruz das Almas e suspeito da crueldade é levado a delegacia

Suspeito de matar gato do vizinho em armadilha foi detido.

A morte cruel de um gato no município de Cruz das Almas, no recôncavo baiano terminou na delegacia, segundo informações do site Forte no Recôncavo, um homem foi detido pela Polícia Militar acusado de fazer uma armadilha para matar o animal.

De acordo com o dono do animal que se identificou por Gilson Catarino, o vizinho de prenome Jaílson, teria colocado uma armadilha com laminas de barbear em cima do muro de uma residência. Inocentemente o gato acabou caindo na armadilha e morreu se debatendo, preso ao pescoço e sendo cortado pelas laminas. Após o caso repercutir no município a polícia entrou no caso e Jailson acabou detido.

O acusado nega ter fabricado a armadilha para o gato, ele alegou ainda que na semana anterior a sua casa teria sido invadida e que tal armadilha seria para reforçar a segurança da casa. Após prestar depoimento ele foi liberado.

A ambientalista Telma Lobão comentou o crime e disse que o autor deve ser punido pelo que fez. “O animal não merecia isso. Fiquei chocada com o gato pendurado pelo pescoço, absurdo!”. Declarou ela.

A ambientalista e ativista Telma Lobão comentou o caso e cobrou providencias:

“Fui chamada para socorrer esse gato angorá chamado mimoso por volta das 10 da manha de hoje. cheguei lá encontrei essa monstruosidade. enforcado preso numa armadilha e com todas as patinhas cortadas de gilete. antes de ir liguei para o acusado Jailson, Jai, gerente do laticínios rodrigues em Cruz das Almas Ba. Ele me disse que fez uma armadilha com laço em cima do muro e encheu o muro de gilete para matar os gatos, pois os gatos subiram recentemente no telhado, furou, e quando choveu entrou agua na televisão dele e queimou. Não chove na cidade a quase 3 meses, choveu hoje depois que ele matou o gato. Quando cheguei no local encontrei também os donos inconsoláveis, o protetor de animais Manoel da academia, uma multidão indignada, alguns ameaçavam linchá-lo, pessoas passando mal e a cidade inteira de moto e de carro indo ver a barbárie praticada contra esse gato inocente. o criminoso ambiental chegou em seguida acompanhado de um PM a paisana que não trabalha na cidade, entrou, cortou por dentro o arame, e quando o gato caiu no chão falou rindo “pronto, agora acabou!’

chamei a PM e prendi ele em flagrante por crime ambiental. Diz os vizinhos que esse não foi o primeiro gato que ele mata. No caminho ele foi perguntando aos policiais se ele ia apanhar na delegacia! Dezenas de parentes dele chegaram na delegacia, fomos intimidados eu e o Manoel para que não postássemos fotos, e aí está! Não posto a foto da cara do criminoso ambiental porque não consegui tirar. A mim ninguém intimida! Esse e os outros gatos apenas passavam por cima desse muro para ir para outros locais, pois sendo as paredes completamente lisas gato não escala parede. Espero de todo coração que os donos da laticínios Rodrigues que também são donos de outras casas comerciais o coloque no olho da rua pois os mesmos são pessoas de deus, pessoas dignas, que não apoiam atrocidades contra pessoas e contra animais. Fotos mostram o gato enforcado e depois que Joílson chega, corta arame e o gato cai enforcado e de dentro de casa ele rindo. A mulher dele estava dentro de casa, o tempo todo Joílson sabia que o gato estava enforcado e ela também e nem ela nem ele foi tirar o animal. vou ver se consigo indiciar ela também por crime ambiental. A ultima foto mostra o gato da delegacia triste com o assassinato do gato angorá que se chamava mimoso! Como funciona a satânica armadilha de Joílson: ao subir no muro o gato cai no laço de arame, tentando se soltar do laço para não ser enforcado ele se segura no muro, ao se segurar a gilete corta as patinhas dele e ele se solta e morre enforcado. e esse criminoso ainda se diz crente! Cadê o pastor da igreja dele? Tem que ser expulso da igreja, expulso da laticínios onde trabalha, porque uma pessoa capaz de armar tanta crueldade para um animal indefeso, o que não faria com um ser humano?”

 

 

Mostrar mais

Um Comentário

  1. Deveria ser demitido. Empresa que se preze não deseja estar vinculada à imagem de torturadores de animais. Quer usar o título de “cidadão de bem”, “pai de família”, use-o por completo, sem hipocrisias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar