Entretenimento

‘A Força do Querer’: Bibi transporta fuzis para vender a traficante por Rubinho

Bibi (Juliana Paes) vai se oferecer para carregar fuzil na novela “A Força do Querer”. Assim como já havia indicado a autora Gloria Perez ao postar no Instagram uma foto da atriz manuseando a arma, a Perigosa entrará de vez para o crime após a segunda fuga de Rubinho (Emílio Dantas) e se colocará à disposição do marido, a quem já ajudou a sair da prisão, para transportar os armamentos e vender a um traficante.

Em barraco na favela, Rubinho explica seu plano a Bibi

Mesmo tendo sido alertada por Jeiza (Paolla Oliveira) sobre os riscos de acobertar Rubinho, Bibi insiste em defender o marido e, depois que ele foge da cadeia, ela vai para um novo esconderijo com ele. Mas, diferentemente do apartamento de luxo em que foram capturados, o novo abrigo do casal é um barraco humilde na comunidade. No local, o pai de Dedé conta à mulher que precisa de alguém que aceite transportar o carregamento de fuzis para vender a Sabiá (Jonathan Azevedo) e, com o dinheiro, conseguir sair da favela.

‘Eu vou buscar! Eu trago!’, diz Bibi

Rubinho conversa com Bibi e diz que irá procurar algum amigo que conheceu na prisão e já está solto para poder fazer o trabalho para ele. “Deixa eu ver quem é que está na rua daqueles caras lá da cela pra eu armar com eles”, afirma o bandido. E é então que Bibi, que já mediou negociações entre traficantes, se oferece para realizar o transporte das armas: “Não precisa! Eu vou buscar! Eu trago!” Assustado, ele nega a ajuda: “Não, Bibi! Você, não!”

Bibi se mostra segura para transportar as armas

A manicure, no entanto, insiste, garantindo que não será vista e nem levantará suspeitas. “Vou e você não tem que pagar pra ninguém! Eu não estou visada, Rubinho! Ninguém está atrás de mim! Esses caras que já foram presos, se pegarem eles com esses fuzis, você ainda fica devendo!”, garante. Rubinho questiona se a mulher não sente medo, e Bibi, segura, responde: “Sim, mas você não tem medo, não, Bibi?”, questionará o traficante. “O único medo que eu tenho é de a gente não conseguir sair daqui, voltar pra vida da gente! Já estou aqui, não estou? Vamos juntar logo o dinheiro que a gente precisa pra sair!”

(Por Carol Borges )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo