BrasilGeral

Força de Lula e histórico de Wagner devem tornar vitória do PT na Bahia ainda “mais fácil”, crê Pelegrino

Secretário de Desenvolvimento da Bahia, o petista Nelson Pelegrino acredita que a vitória do PT em 2022 na briga pelo Governo da Bahia deve ser ainda “mais fácil” do que os últimos quatro pleitos, nos quais o partido triunfou no primeiro turno. Nesta quarta-feira (21), o deputado explicou que a força do ex-presidente Lula, provável candidato da sigla à presidência, somada ao passado do senador Jaques Wagner no Palácio de Ondina, serão cruciais para garantir a hegemonia do PT no estado.

“Acho que está mais fácil [vitória do PT], porque nós temos um candidato fortíssimo à presidência da República, que é Lula, e temos um candidato ao governo da Bahia que teve um mandato muito bem avaliado, uma aliança de partidos que será mantida”, destacou Pelegrino, que ressalta a boa avaliação do governador Rui Costa (PT), que sucedeu Wagner nos últimos anos.

A declaração de Pelegrino contraria as últimas pesquisas de intenções de voto, como a da Real Time Big Data, divulgada pela Record TV Itapoan nesta terça-feira (20). Nela, Wagner aparece atrás do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), com 38% contra 45% do líder nacional do DEM, em um cenário de disputa entre os dois. A novidade no levantamento é o crescimento do ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. 

Segundo Pelegrino, a presença de Roma pode facilitar a vida do PT, que vinha polarizando todas as últimas eleições com nomes do DEM, partido que antes da hegemonia petista dominou por anos a Bahia, ainda como PFL, com o grupo de ACM. O ex-deputado estadual, no entanto, prega cautela e alega que não se pode pensar que o resultado” já está “definido”.

Bnews

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo