Cidades

Fidel ‘previu’ condições para acordo entre Cuba e EUA: Presidente negro e papa argentino

FIDEL - FOTO DA ONUO líder cubano Fidel Castro fez uma “previsão” surpreendentemente fiel sobre a relação do país com os Estados Unidos. Em 1973, o jornalista britânico Brian Davis perguntou a Fidel, logo após o encerramento da guerra entre os países: “Quando o senhor acredita que poderão ser restabelecidas as relações entre Cuba e Estados Unidos, dois países tão distantes apesar da proximidade geográfica?”.

“Os Estados Unidos virão dialogar conosco quando tiverem um presidente negro e houver no mundo um Papa latino-americano”, ironizou. Apesar de querer demonstrar que o acordo estava muito distante, já que à época as duas possibilidades eram inimagináveis, o cubano acabou acertando em cheio o contexto político que marcaria a reaproximação diplomática entre caribenhos e norte-americanos, oficializada após a reabertura das embaixadas.

A fala foi publicada originalmente no jornal El Diario de Carlos Paz e relembrada pelo jornalista argentino Pedro Jorge Solans, do Clarín.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo