Entretenimento

Fenômeno das lives esfria e buscas por shows apresentam queda de 70%

Já dizia o cantor Renato Russo na música ‘Por Enquanto’, “o pra sempre sempre acaba”. Chegou a vez do projeto das lives dar adeus ao posto de novidade da quarentena.

De acordo com os dados da plataforma Google Trends que monitora as palavras mais buscadas na internet, apresentados pela revista VEJA em reportagem, a palavra “live” teve uma queda drástica de quase 70%.

O pico foi no início do isolamento social, entre março e abril. Apesar da queda na busca, a audiência se mantem firme no caso de alguns artistas como Wesley Safadão, Marília Mendonça e Gusttavo Lima.

Outro fator que influencia na queda das lives é a variedade de gêneros e artistas oferecendo shows. De um lado Caetano Veloso que não realizou nenhuma live e de outro Gusttavo Lima, que fez cinco apresentações e, segundo o colunista da VEJA, João Batista Jr., desembolsou cerca de 1,5 a 2 milhões de reais.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo