EsportesGeral

Felipão rejeita lembrança de 1950 contra o Uruguai: ‘Nem era nascido’

FELIPÃO - COLETIVAO técnico Luiz Felipe Scolari foi irônico ao ter que responder sobre a vitória do Uruguai em cima do Brasil na Copa do Mundo de 1950, há 63 anos. Para o treinador, que lembrou nem sequer ser nascido no ano em questão, o jogo citado não tem qualquer relação com o duelo desta quarta-feira (26) envolvendo os dois rivais sul-americanos pela semifinal da Copa das Confederações.
– Nem era nascido em 1950, nasci em 1954. Aconteceu uma derrota, em um jogo de futebol em que um dos times têm que vencer e naquela oportunidade o Uruguai foi melhor – disse Felipão.
Na ocasião, a Seleção Brasileira precisava apenas de um empate para vencer o primeiro Mundial de sua história. Atuando em casa, contudo, o Brasil foi surpreendido ao perder por 2 a 1 para os uruguaios e amargar o vice-campeonato.
O treinador também foi relembrado sobre o triunfo uruguaio na Copa América de 2011 contra a anfitriã Argentina, mas procurou desconversar.
– Na Copa América também o Uruguai venceu o anfitrião, foi melhor, mas nada que influencie no jogo de amanhã -definiu.
Sobre o atual rival celeste, Felipão ainda teceu elogios ao treinador e ao grupo de jogadores que chegou às semifinais da Copa do Mundo de 2010.
– Não conhecemos totalmente algumas situações, conheço o (técnico Óscar) Tabarez, sei da forma como ele trabalha, da qualidade que vem apresentando nesse trabalho e onde trabalhou. Se analisarmos, vamos ver que o Cavani foi o máximo goleador da Itália, o Forlán foi o melhor da Copa 2010, o Luis Suárez foi o melhor jogador da Liga na Inglaterra – analisou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo