Cidades

Feliciano: aliança entre igrejas evangélicas por candidato é utopia

O deputado e pastor Marco Feliciano (PSC) é contra a tese de que, para não racharem o eleitorado, as igrejas evangélicas deveriam criar uma aliança em torno de determinados candidatos.

“Renascer, Universal… Nenhuma das grandes igrejas vai abrir espaço para candidato de outra igreja. Isso é coisa de mente utópica. Ninguém quer colocar a azeitona na empadinha de ninguém”, opinou ao jornal Folha de S. Paulo.

 

Líder evangélico mais votado do Brasil em 2014, com quase 400 mil votos, Feliciano trabalha para trocar de partido a fim de tentar a reeleição. Pois se continuar no PSC, não poderá sair candidato, já que a sigla está fechada em torno de Paulo Freire, filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder do Ministério Belém, do qual o deputado faz parte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo