Geral

Familiares protestam em frente a delegacia e na BR-420 após morte de jovem em Santa Inês

Familiares e amigos de um jovem, de 26 anos, encontrado morto na madrugada de sábado (08), no Município de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, realizaram um protesto contra a morte de Anaelson Patrício dos Santos e também se manifestaram pela soltura de possíveis suspeitos, que teriam sido encaminhados a Delegacia Territorial local pela polícia após o cadáver ter sido encontrado.

A manifestação desta segunda-feira (10/05) chegou a bloquear o trânsito na Rodovia BR-420, no perímetro urbano da cidade, com manifestantes ateando fogo em pedaços de pneus e madeira  e o ato terminou em frente à Delegacia, com intervenção da Polícia Militar, que foi acionada par manter a ordem.

O repórter Marcos Frahm falou por telefone com o delegado que apura o caso, Dr. Nilo Siqueira, tendo a autoridade policial informado que o corpo de Anaelson foi encontrado numa via pública, Rua 21 de Janeiro, distante cerca de 200 metros de um bar, onde supostamente a vítima teria entrado em discórdia com alguém. Ele informou que esteve no local durante os serviços periciais, que no corpo foram constatadas perfurações provenientes de arma branca, mas que a arma do crime não foi encontrada. ”O caso foi registrado pelo Plantão Centro do final de semana pela 9ª Coorpin e o delegado plantonista fui eu, que estive no local. Três pessoas foram conduzidas para prestarem esclarecimentos, mas a polícia não tinha elementos concretos para manter nenhum dos conduzidos preso. Eu não posso deixar preso um suspeito sem provas, porque a Justiça vai soltar. Nosso trabalho é feito com isenção e sobre essa situação estamos buscando testemunhas.  Vamos ouvir todas as pessoas que estavam no bar. As pessoas que protestaram estavam agressivas, com xingamentos e dessa forma não se resolve nada. Estamos colhendo informações que possam facilitar a busca pela verdade e a família pode ter certeza de que, a polícia, tomará todas as medidas para a elucidação do caso, independente de quem esteja envolvido.”, esclareceu o delegado. Blog Marcos Frahm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo