Cotidiano

Fábrica de eletrodomésticos decreta falência e é ocupada por funcionários

fogaoA Capital Administradora Judicial decretou falência após acúmulo de R$ 24 milhões em dívidas no Brasil. A empresa é responsável pelas fábricas da Mabe, que produzem geladeiras e fogões das marcas Dako e Continental.

A intenção, de acordo com a Folha, é abrir uma nova empresa e retomar a produção para, assim, pagar as dívidas e os trabalhadores. Os cerca de 1.900 funcionários estão sem receber os salários e o 13º desde dezembro, apesar de os contratos estarem em vigor. Os 400 demitidos ainda não receberam as rescisões às quais têm direito.

Leia mais

Teria João Paulo II tido um amor platônico por uma mulher casada?

Tá tranquilo, tá favoravel, tá estourado

Mutirão de glaucoma é realizado na cidade de Laje

Em protesto, pelo menos mil trabalhadores ocupam desde a manhã desta segunda-feira (15) as fábricas da empresa em Campinas e Hortolândia. A ocupação foi decidida em assembleia pelos trabalhadores e o sindicato dos metalúrgicos da região, após a Justiça de São Paulo decretar a falência da multinacional no Brasil. Em 2013 a Mabe chegou a pedir recuperação judicial, mas o plano não deu certo e em dezembro de 2015 a empresa pediu decreto de falência.

A direção do sindicato dos metalúrgicos de Campinas e região diz que os direitos trabalhistas não estão sendo descumpridos. Antes da falência, a Procuradoria do Trabalho tentou um acordo, mas sem sucesso. Em nota, o administrador da massa falida informou que todos os trabalhadores poderão assinar as demissões e acessar o FGTS e o seguro-desemprego. A produção das fábricas está parada desde 18 de dezembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo