Cotidiano

Exportações de cachaça do Brasil crescem 30%

O Brasil registrou aumento de 30% nas exportações de cachaça em 2021. A elevação resultou no incremento de 38% sobre a fatura com os embarques da bebida no ano passado.

As informações são do Instituto Brasileiro da Cachaça, que divulgou os número na sexta-feira 7. De acordo com os dados, o país enviou o item para mais de 70 nações no passado.

Em 2021, as exportações de cachaça do Brasil atingiram 7,2 milhões de litros. Desse modo, o faturamento com o comércio exterior chegou a US$ 13 milhões.-Publicidade-

Entre os países importadores da bebida brasileira, os Estados Unidos lideram com US$ 3,5 milhões em compras do produto. Na sequência, aparecem Alemanha (US$ 2 milhões), Paraguai (US$ 1,3 milhão), Portugal (US$ 937 mil) e França (US$ 785 mil).

Conforme os dados, São Paulo e Pernambuco foram os Estados que mais lucraram com as exportações de cachaça em 2021. Os valores somam, respectivamente, US$ 6,09 milhões e US$ 1,84 milhão. Em seguida, estão Rio de Janeiro (US$ 1,30 milhão), Paraná (US$ 1,23 milhão) e Rio Grande do Sul (US$ 883 mil).

“O setor foi significativamente afetado durante a pandemia, principalmente devido ao fechamento de bares e restaurantes em todo o mundo e, ainda, a medidas de proibição de comercialização e/ou consumo de bebidas alcoólicas em vários mercados”, disse Carlos Lima, diretor-executivo do Ibrac. “Acreditamos que a reabertura dos estabelecimentos, junto com a maior movimentação do comércio entre os países e a liberação de feiras e eventos presenciais, pode potencializar essa retomada”.

No ano anterior, o setor havia registrado retração. Na comparação entre 2019 e 2020, as exportações de cachaça do Brasil caíram quase 30%, e o valor total dos embarques ficou aproximadamente 35% menor (US$ 9,5 milhões).

Revista Oeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo