Cotidiano

Ex-marido de Najla, diz ter assistido o vídeo de 7min. e diz não ter havido estupro

Reprodução

O caso de suposta agressão e estupro praticada por Neymar Jr. contra Najla Trindade, ganha um novo capítulo, o vídeo que ela diz ter 7 minutos e que teve uma parte divulgada, mas acabou sendo perdido após roubo do aparelho em que estava gravado, teria de fato existido, as imagens chegaram a ser analisadas pelo ex-marido da modelo, identificado por Estivens Alves.

Alves é testemunha chave no caso e afirma não ter existido estupro: “Não houve estupro”, disse ele a revista IstoÉ.

De acordo com as informações fornecidas pelo ex de Najla, nos momentos não tornados públicos até agora Neymar teria tentado acalmá-la. “Ele repete: ‘Calma, calma, calma’. ‘Relaxa, relaxa, relaxa’. Depois, a coloca sentada na cama e ambos conversam. “Eu não te falei que não conseguiria ficar com você. Lembra que eu te falei para trazer uma amiga? Era para você não se sentir sozinha. Eu tenho meus compromissos. Tenho que treinar, tenho meu médico, meus tratamentos e minhas campanhas”. Ela fala: “Me perdoa? Eu te machuquei? Eu não queria ter te machucado. Eu estraguei tudo”. Ele pergunta o que poderia fazer. A modelo diz que apenas quer voltar ao Brasil. Neymar, então, liga para um assessor para marcar a passagem de volta”. A seguir, ela teria desligado o celular, acomodado sobre a pia do banheiro da suíte. O vídeo, depois de ter sido assistido por Estivens Alves, teria sido apagado. Najila sustenta a versão de que perdeu o tablet onde o armazenou ou foi roubada.

Estivens Alves e Najla foram casados por 7 anos, o ex-casal tem um filho, que é fã do atacante do PSG, Alves finaliza fazendo um pedido: “Gostaria que Neymar se retratasse com meu filho”, o pedido é feito pelo fato do nome da criança ter sido exposto na rede social, após divulgação das conversas com a mãe. Mídia Bahia com informações do IstoÈ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo