BrasilGeral

Esposa de dono de hospital teria recebido vacina contra covid-19 irregularmente em Feira

Um grupo de médicos e profissionais de enfermagem de Feira de Santana procurou o Blog do Velame para fazer uma grave denúncia. Os profissionais que atuam na Atenção Básica Municipal não foram vacinados ainda e relatam que a fila da vacina está sendo furada na cidade. O grupo prefere não se identificar por medo de retaliações e denuncia que a fisioterapeuta Cláudia Nunes, esposa do médico e empresário Sandro Nunes, proprietário do Hospital Pediátrico Bambino, teria sido uma das pessoas vacinadas irregularmente. A aplicação da dose do imunizante coronavac foi postada em redes sociais. A vacina foi disponibilizada pela Secretaria Municipal de Saúde.

“Sabemos que ela não atua na emergência do hospital e não trabalha com pacientes covid-19. A esposa do dono no hospital trabalha na administração da unidade”, relata um médico que afirma conhecer bem o funcionamento da Bambino. No LinkedIn, rede social de relacionamento profissional, Cláudia se apresenta como “coordenadora do faturamento, auditoria, fisioterapia e nutrição no Hospital Bambino e Sobaby”. O blog conversou com uma profissional de saúde que já trabalhou no hospital e que também afirma nunca ter visto a fisioterapeuta atuando na emergência. “O trabalho dela é administrativo e todos lá sabem disso. Quando soube que ela tinha tomado a vacina e outras pessoas que trabalham no hospital ficaram sem a dose que seria delas por direito, como profissional de saúde fiquei em choque”, contou.

Segundo o cronograma do Plano de Vacinação feirense definido pela prefeitura, os primeiros profissionais a serem vacinados teriam que ser os que lidam diretamente no combate ao coronavírus. No entanto, existe a possibilidade de profissionais de redes hospitalares particulares que não fazem parte da prioridade estarem falsificando a declaração de trabalho para receber o imunizante. Casos parecidos já estão sendo investigados na cidade de Vitória da Conquista (clique AQUI e leia).

A reportagem entrou em contato com o Hospital Bambino para ouvir Claudia, mas foi informada pela recepção que ela está viajando e só estará na unidade na semana que vem. O médico Sandro Nunes também foi procurado, mas até o momento não retornou as ligações e mensagens da reportagem.

A Prefeitura de Feira de Santana foi procurada para comentar o caso e garantiu que vai encaminhar todas as denúncias ao Ministério Público e Polícia Federal. “A secretaria de saúde não tem como saber na rede privada quem são os profissionais, cabe a cada hospital da rede privada assumir a responsabilidade de informar com veracidade e honestidade quem são os profissionais que estão realmente atuam na urgência e emergencia.  Toda suspeita e denúncia de gente que furar a fila o governo tomará providencia de encaminhar solicitação de apuração ao Ministério Público e a Polícia Federal. O governo municipal considera a vacinação muito séria e questão de segurança de saúde pública e não vai admitir esse tipo de fura fila”, informa em nota oficial o Secretário de Comunicação, Edson Borges. Ao todo, Feira recebeu 6.000 doses e até esta quinta-feira (21), quase 2 mil doses já haviam sido aplicadas.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo