CidadesGeralMundo

Eslovênia é primeiro país da Europa a declarar fim da epidemia de Covid-19

Pouco mais de dois meses após registrar seu primeiro caso de Covid-19, a Eslovênia declarou o controle da epidemia em seu território. Isso significa que as fronteiras serão reabertas, serviços não essenciais voltarão à ativa e cidadãos poderão deixar o isolamento social. O país do leste da Europa, que tem dois milhões de habitantes, é o primeiro do continente a declarar o fim da epidemia.

A decisão oficial foi comunicada pelo governo esloveno na quinta-feira (16) – e você pode lê-la aqui. A nota destaca que entre a primeira infecção pelo novo coronavírus no país, em 4 de março de 2020, até o dia 14 de maio, apenas 1.465 pessoas foram contaminadas e 103 morreram. Só para você ter uma ideia de como esse número é baixo, só o estado de São Paulo registrou 3.189 novos casos nas últimas 24 horas, além de 197 mortos.

Na Eslovênia, o número de novos contaminados se manteve abaixo dos dois dígitos ao longo das últimas duas semanas. Isso quer dizer que a transmissão sustentada da doença – quando as novas infecções acontecem dentro do próprio país, e não por causa de alguém que viajou e voltou trazendo o vírus – estava controlada. “Foram 35 casos ao todo nos últimos 14 dias, e o número de reprodução básico da doença é menor do que 1”, completa o documento.

O chamado “número de reprodução básico” (também conhecido como R0), é usado para dizer o quão contagiosa é uma doença em uma determinada região num dado momento. Se o R0 da Covid-19 em uma cidade é 4, um paciente doente pode fazer, em média, quatro novos infectados. Quando é menor que zero, será preciso que mais de uma pessoa contraia o novo coronavírus para que um caso inédito surja. Isso, na prática, diz que o avanço da doença está sob controle.

Superinteressante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar