Cidades

Escrivã da PF distribuiu ‘passaportes’ da “República de Curitiba”

Uma escrivã licenciada da Polícia Federal aproveitou a movimentação causada pelo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz federal Sergio Moro, em Curitiba, na tarde desta quarta-feira (10), para distribuir passaportes da “República de Curitiba”.

A versão do documento foi criada por Déborah Negrão Torres. Fã confessa de Moro, a escrivã, que saiu da PF em fevereiro, criou fan page no Facebook no ano passado, após o ex-presidente dizer, em ligação telefônica interceptada pela PF, que estava “assustado com a República de Curitiba”.

 

Os “passaportes” são vendidos na rede social por R$ 50 a R$ 120. A própria escrivã distribuiu os “passaportes” para policiais militares que faziam a segurança do prédio do Tribunal da Justiça Federal nesta quarta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo