Sem categoria

Escola pública para filho de políticos: nem pensar

O desafio é antigo e rendeu votos aos proponentes em todos os estratos do poder público. A vereadora e candidata à reeleição Leo Kret (PR) apresentou o projeto de lei determinando que a partir de 2013, o prefeito e os 41 vereadores eleitos em outubro matriculem seus filhos em escolas públicas. Como esperado, há um consenso de que não vai passar. A razão, arrisca o colunista de A Tarde, Levi Vasconcelos, os agentes públicos não confiam na educação básica pública. Agora, se o projeto se extendesse e garantisse a filho de político eleito o acesso à universidade pública talvez a conversa fosse diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo