Sem categoria

Ensino integral no Brasil evolui em ritmo lento, apontam dados do MEC

Uma versão preliminar do Censo Escolar, divulgada nesta quinta-feira (6) pelo Ministério da Educação (MEC), mostra que o Brasil tem 40,5 milhões de alunos matriculados nas redes públicas de educação básica regular. Do total, 8,4% cursam o ensino em tempo integral, proporção maior que os 7,2% apontados na pesquisa feita em 2011. Em 2010, o índice de alunos com dois turnos de atividade era de 5,7%. A evolução média de 1,5% ao ano é comemorada por especialistas. Mas alertam que, mantido o ritmo, o país só conseguirá chegar à meta do Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado nesta semana na Câmara dos Deputados, de oferecer até 2020 educação em tempo integral em 50% das escolas, com 20 anos de atraso. “Vemos uma sinalização positiva, porque as matrículas em tempo integral no Brasil estão crescendo, porém insuficiente. Com a apreciação do PNE pelo Senado, a partir de agora, há uma sinalização de mais dinheiro para a educação, o que poderá facilitar o incremento da oferta de tempo integral”, afirmou o professor de políticas educacionais e membro do Conselho Nacional de Educação, Luiz Dourado, ao Correio Braziliense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo