Cotidiano

Em Marcha para Jesus, Bolsonaro diz que “povo é seu Exército”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou neste sábado (21.mai.2022) a falar sobre a defesa da liberdade de expressão. Afirmou, sem citar nomes, ser seu dever como chefe do Executivo trazer para “dentro das 4 linhas da Constituição” quem age fora dela.

“Somos democratas, respeitamos a nossa Constituição e é um dever meu, como chefe do Executivo, fazer que todos aqueles que estejam fora das 4 linhas da nossa Constituição venham para dentro”, disse o presidente na Marcha para Jesus em Curitiba (PR), evento organizado por pastores evangélicos.

Bolsonaro chegou à capital paranaense na 6ª feira (20.mai), depois de encontro com o empresário Elon Musk em Porto Feliz (SP). Teve jantar com o governador Ratinho Jr. (PSD). Às 9h deste sábado, chegou ao evento que reúne representantes de igrejas cristãs de diferentes denominações.

“O nosso Exército é o povo brasileiro. Vocês nos dão o Norte, vocês participam hoje de um movimento que é tradição em várias capitais do Brasil”, declarou o presidente. 

Depois de falar por aproximadamente 5 minutos, Bolsonaro participou de uma oração liderada pelo pastor Cícero Bezerra.

Poder360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo