Cidades

Em entrevista, Meirelles diz que novos tributos serão temporários

HENRIQUE MEIRELESApós a apresentação da equipe ministerial do governo Michel Temer, o novo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, concedeu uma entrevista coletiva, nesta sexta-feira (13).
Questionado sobre as medidas duras e necessárias que o novo governo enfrentará, Meirelles disse que o país precisa de reformas afim de resolver a questão do desemprego e da recomposição da renda.
“O país de fato está aguardando uma ação e uma mudança no itinerário da economia. Um fato concreto é que o momento que estamos vivendo é de recessão. Isso leva a um aumento do desemprego e queda da renda e afeta o bem estar das pessoas”, disse.
“O mais importante é a queda do investimento, que levou à queda do emprego e ao mesmo tempo à uma diminuição da capacidade de oferta da economia que, mesmo com a demanda caindo, permitiu em algumas situações uma resistência da inflação”.
Leia mais
Viviane Orth capa da ‘Playboy’ de maio, é evangélica
Músculos de Cauã Reymond chamam a atenção durante surfe
Geisy Arruda faz exigência inusitada para ir a boate privê no Piauí
Sobre a reforma previdenciária, Meirelles afirmou que mais importante do que saber quanto o benefeciário vai receber, é ter a certeza que o benefício estará garantido no futuro.
Ao ser questionado sobre o novo presidente do Banco Central, Meirelles disse que o nome será definido neste fim de semana. E que o governo pretende enviar um projeto ao Congresso para tirar o status de ministro do cargo, mas mantendo o foro privilegiado para toda a diretoria do BC.
Em relação ao retorno da Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF), enviada ao Congresso pelo governo Dilma Rousseff mas ainda não votado, Meirelles não respondeu se apoia. Porém, afirmou que caso seja necessário um determinado tributo para elevar a arrecadação e contornar o déficit das contas públicas, ele será aplicado mas será “temporário”.
“No entanto, vamos evidentemente dar prioridade à questão da dívida pública e do seu crescimento a níveis sustentáveis. Qualquer aumento de tributo tem que ser proposto como temporário, se for necessário”, afirmou.
 

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar