Política

Em discussão com bolsonarista, Randolfe diz que CPI prenderá presidente

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), 48 anos, recebeu a 1ª dose da vacina contra a covid-19 nesta 2ª feira (21.jun.2021), em Macapá. Na fila da vacinação, o vice-presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid foi abordado por um bolsonarista e os dois protagonizaram uma discussão acalorada.

O eleitor, que tinha o rosto de Jair Bolsonaro (sem partido) estampado em sua máscara de proteção, questionou o senador sobre a “CPI da palhaçada” em Brasília. Em resposta, Randolfe disse que a comissão prenderá o presidente.

Na sequência, o apoiador de Bolsonaro disse que o presidente não irá para a cadeia porque “Deus está com ele” e que “ao invés de estarem perseguindo Bolsonaro deveriam cuidar do país, que está doente”.

Randolfe rebateu afirmando que o Brasil está assim “graças a Bolsonaro” e atribuiu ao presidente as mortes decorrentes da pandemia do coronavírus: “Matou meio milhão de brasileiros. É um assassino. Jair Bolsonaro é um assassino”.

No dia 26 de maio de 2021, Randolfe apresentou requerimento para convocar Bolsonaro a depor na CPI na condição de testemunha.

Para o senador, a convocação de governadores e do presidente da República desrespeita o regimento interno da Casa e é inconstitucional, mas ele disse entender que as convocações aprovadas pelo colegiado abrem precedente para que se chame também o chefe do Executivo federal.

Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo