Política

Em convenção, progressistas sinalizam candidatura de Leão ao governo

O vice-governador João Leão e o deputado federal Claudio Cajado foram escolhidos nesta sexta-feira (23) como vice-presidentes nacional do PP. A definição do novo diretório e da executiva dos progressistas foi realizada em convenção promovida de forma remota. Um destaque a parte foi a sinalização do nome de Leão como candidato a governador pela Bahia.

Na arrumação do tabuleiro eleitoral para a sucessão do Palácio de Ondina, dois nomes são tidos como certo: o senador Jaques Wagner (PT), com o apoio do PSD dos também senadores Otto Alencar e Angelo Coronel, e o presidente nacional do DEM e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, cada vez mais próximo de ter o apoio do PDT do presidenciável Ciro Gomes.

O nome a ser apadrinhado pelo presidente Jair Bolsonaro e a posição do PP são as principais dúvidas na atualidade. Em nota, o PP baiano relatou que “o seu nome (João Leão) foi lembrado, em vários pronunciamentos, como futuro governador da Bahia”. A reportagem tentou falar com o vice-governador, mas não obteve êxito.

Na convenção do PP nacional, o vice-governador e presidente estadual da legenda falou do crescimento dos progressistas, citando que no estado a sigla conta com 100 prefeitos e 766 vereadores. “Temos condições de ampliar as nossas bancadas no Congresso e nas Assembleias dos Estados”, afirmou João Leão.

Eleitos

A convenção do PP reconduziu o senador Ciro Nogueira e o ex-senador Francisco Dornelles como presidente e presidente de honra dos progressistas. O diretório baiano terá como representantes os deputados federais Cacá Leão, Mário Negromonte Júnior, Ronaldo Carletto, Cláudio Cajado; o secretário do Diretório estadual, Jabes Ribeiro, e os deputados estaduais: Eduardo Salles, líder da Bancada, Aderbal Caldas, Nelson Leal, Antônio Henrique.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo