Cidades

Em coletiva, Zico anuncia candidatura à presidência da Fifa

ZICOO ex-jogador de futebol, Arthur Antunes Coimbra, o Zico, anunciou nesta quarta-feira que será candidato à presidência da Fifa. Pelas redes sociais, o brasileiro já havia demonstrado a sua intenção em se candidatar, porém, só oficializou a ideia nesta quarta, em coletiva de imprensa. “Me sinto capacitado. É lógico que é necessário mudanças nas regras do jogo. A forma como existem as indicações é um prenúncio para a corrupção”, afirmou em coletiva. “Eu tenho 62 anos e me lembro de apenas dois presidentes da Fifa: o João Havelange e Joseph Blatter. Isso é inadmissível. Essa questão do continuísmo, isso afasta as pessoas de tentarem dar uma contribuição”, completou o craque. As eleições ao cargo estão programadas para acontecer entre dezembro deste ano e março de 2016. Até a data, Joseph Blatter, atual presidente eleito e que renunciou ao cargo na semana passada, permanecerá no comando da entidade. Além de Zico, o Príncipe Ali, ex-presidente da Federação Asiática de Futebol e rival de Joseph Blatter nas eleições do dia 29 de maio, e o ex-jogador e agente do futebol, David Ginola, também já anunciaram que serão candidatos ao cargo. Outros possíveis candidatos são o presidente da Uefa, Michel Platini e o ex-jogador português, Luís Figo. Carreira- Zico é conhecido mundialmente pela sua bela história com o Flamengo, clube em que foi revelado e conquistou diversos títulos, como a Libertadores da América (1981) e o Campeonato Brasileiro (1980, 1982 e 1983). Em mais de uma década vestindo a camisa do Rubro-Negro carioca (1967-1971, nas categorias de base e 1971-1983, pelo profissional), o Galinho revelou para o mundo o seu talento e habilidade com a bola, que também lhe renderam a titularidade na seleção brasileira. Entre 1983 e 1985, Zico se transferiu para a Udinese-ITA, retornando ao Mengão ao final daquele ano. A sua despedida do Rubro-Negro veio em 1989. Na década de 90, o Galinho ainda atuou pelo futebol japonês. Como treinador, Zico já passou por mais de dez clubes de diferentes países, comandando times como o Fernebahçe-TUR, CSKA Moscou-RUSS, Al Gharafa-CAT, e mais recentemente o Goa-IND. (O Tempo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo