Cotidiano

Em carta da prisão, Jefferson afirma que convidará Mourão para o PTB

Em uma carta escrita do complexo penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, afirmou que deve convidar o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, para se filiar à legenda.

“Vamos convidar o Mourão. O PTB terá candidatura própria e quem sabe apoiamos o Bolsonaro no segundo turno”, escreveu Jefferson sobre o cenário eleitoral de 2022.

No documento, Jefferson alerta o presidente Jair Bolsonaro sobre sua aproximação com outras lideranças do centrão, como o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), e o comandante do PL, Valdemar Costa Neto. PP e PL pretendem contar com Bolsonaro para as eleições do ano que vem.

Na carta, Jefferson diz que Bolsonaro “tentou uma convivência impossível entre o bem e o mal” e “cercou-se com viciados em êxtase com dinheiro público”. O presidente do PTB também critica Bolsonaro por supostamente ter abrandado o discurso depois das manifestações a favor do governo no dia 7 de Setembro.

“Todo o povo saiu às ruas para dizer ‘eu autorizo’, não havia volta, não havia transigência com as velhas práticas. Mas, por algum motivo, Bolsonaro fraquejou”, diz Jefferson. “Não teve como seguir. Escrevo isso insone. Não preguei meus olhos. Esse pensamento queimou minhas pestanas, não consegui fechar meus olhos e dormir. Vamos por nós mesmos.”

O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo