Notícias

Em campanha de segundo turno, candidatos à prefeitura de São Paulo trocam acusações

Os candidatos à prefeitura de São Paulo trocaram acusações na campanha de segundo turno da corrida eleitoral. De acordo com o Estadão, o candidato do PT, Fernando Haddad, disse nesta sexta (12) que seu adversário do PSDB, José Serra, faz uma campanha para “promover o ódio” e “vai mobilizar trevas como fez em 2010”. O petista disse que Serra estaria por trás de um vídeo divulgado pelo pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, que o relaciona ao kit anti-homofobia. Segundo ele, serra teria o objetivo de criar uma “cortina de fucaça” que desvie do debate sobre a gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSB), que apoia o tucano. Em resposta, Serra afirmou que o petista “está seguindo as lições” do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na terça-feira (9), pelo crime de corrupção ativa. “José Dirceu quando atacado, ataca o outro. Esse é o esquema do pega-ladrão, que ele fundou no Brasil. Ele bate carteira, sai correndo e grita: ‘pega ladrão”, metaforizou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar