Cidades

Em ano de eleição todo mundo quer ajudar o Hospital de Mutuípe

Fotos: reprodução rede social

Fotos registradas no sábado (24), no hospital de Mutuípe mostram a reedição de cenas registradas em 2014, porém com outro personagem, naquele ano, Antônio Brito na época filiado ao PTB, defensor de Santas Casas e Entidades Filantrópicas, usou o bom trânsito junto ao Fundação José Silveira, gestora do Hospital e Maternidade Clélia Chaves Rebouças, para prometer dias melhores aquela entidade.

A relação de Brito com o Hospital, resultou em 395 votos, passadas as eleições, a FJS entregou o Hospital a APMIM, Associação a Proteção a Maternidade e a Infância de Mutuípe, em fevereiro de 2015, em quase quatro anos, a população não tem conhecimento de nenhuma ação do parlamentar com o objetivo de ajudar a instituição.

Em 2018 a cenário novamente foi montado, desta vez com o deputado Alex da Piatã, do PSD, mesmo partido de Brito atualmente, a direção do Hospital não informou o que foi prometido, mas uma reunião foi realizada com populares e empresário, bem como uma visita a casa de saúde, onde o parlamentar foi recepcionado pela presidente da APMIM, Célia Freitas.

Em ano eleitoral o que não falta é gente para ajudar ao Hospital de Mutuípe, a entidade passa por dificuldades, volta e meia salários atrasam, a estrutura tem suas deficiências, a entidade sobrevivi com repassas do Governo do Estado através da SESAB.

A assessoria de comunicação de Piatã divulgou a seguinte informação sobre o encontro: “O deputado também garantiu intermediar junto a Secretária de Saúde do estado um maior investimento, tanto financeiro, como em equipamentos no Hospital e Maternidade Clélia Rebouças, único na cidade conveniado exclusivamente ao SUS (Sistema Único de Saúde), que presta atendimento em urgência, emergência, obstetrícia, pediatria e clínica médica a mais de 60 anos. A unidade é mantida pela Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI)”. 

 

Em novembro uma entidade recém criada no município efetivamente ajudou o Hospital, o grupo Charrete de Ouro promoveu uma cavalgada e o lucro resultou em macas novas, um televisor e 28 colchoes doados a APMIM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo