Cotidiano

Em 2050, sexo com robôs será mais comum do que com pessoas, prevê futurologista

SEXO COM ROBOJá imaginou um mundo no qual o sexo com robôs será mais comum do que relações sexuais entre pessoas? Esta deve ser a realidade em 2050, segundo o futurologista Dr. Ian Pearson. Um relatório do especialista prevê que a interação e o sexo com robôs já será possível em dez anos e que brinquedos sexuais explorem cada vez mais a tecnologia e a realidade virtual.

No relatório publicado pelo Daily Mail, Pearson afirma que “teremos aplicativos e ‘sex toys’ ligados diretamente ao sistema nervoso e até ao compartilhamento de corpos. Você poderá conectar suas sensações sexuais a outras pessoas e estimular orgasmos diretamente pelo toque de um ícone”.

O futurologista assegura, ainda, que o sexo com robôs será “mais seguro” e “muito mais divertido”. Em 2035, a maioria dos casais utilizará realidade virtual para experimentar opções sexuais diferentes e até modificar a aparência de seu parceiro. “Você poderá se divertir com um avatar de inteligência artificial que você mesmo criou para satisfazer suas fantasias mais selvagens que ninguém precisará saber”, diz o relatório.

No documento, Pearson defende a prática sexual com robôs. “Sexo e prazer sempre foram fundamentais para a raça humana e não vão deixar de existir. A realidade virtual e a inteligência artificial podem transformar oportunidades e explorar desejos. Os valores sociais vão se adaptar a essas novas possibilidades e as relações amorosas terão uma nova perspectiva”, prevê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo