Cotidiano

“Eles jamais vencerão”, diz comandante do CPR Atlântico sobre tráfico no Complexo de Amaralina

O comandante do CPR Atlântico, coronel Manoel Xavier, avaliou como positiva a ação policial deflagrada no Complexo de Amaralina nesta quarta-feira (2). A operação, que combate o tráfico de drogas na região, teve início nas primeiras horas da manhã.

“Podem vir com fuzil e qualquer outra arma de forte calibre, estamos prontos. Eles [traficantes] jamais vencerão. Não há nenhum beco e viela que a PM não entre”, destacou, durante entrevista à TV Record Itapoan.

Até às 12h22, quatro pessoas já haviam sido mortas durante um confronto policial na localidade conhecida como Boqueirão. Dois suspeitos foram presos e seis armas confiscadas.

O coronel afirmou também que a população contribuiu com a equipe de policiais por meio de denúncias. Ao todo, 700 agentes, entre civis e militares, estão envolvidos nas buscas por integrantes de uma facção criminosa que mantém o controle da área. 

“O que nos surpreendeu foi a total aderência da população com essa operação. Recebemos muitas informações pelo nosso disk denúncia e meios de comunicação. Nós entravámos nos becos e vielas e víamos nos semblantes a satisfação em ver os PMs nas ruas. Foi um sucesso, inclusive com alvos presos que estavam criando pânico”, completou.

Há barreiras montadas nas entradas e saídas do Vale das Pedrinhas e Santa Cruz. Todos os moradores que tentam deixar os bairros estão sendo abordados para evitar a fuga de suspeitos.

Por um questão de segurança, os coletivos deixaram de circular. Os veículos estão parando antes dos finais de linha, como informou o vice-presidente do Sindicatos dos Rodoviários da Bahia, Fábio Primo.

“Fizemos uma conversa e vamos esperar eles [motoristas] se acalmarem, não fazemos parte do conflito, somos vítimas dele. O policiamento traz a tranquilidade e não paramos de circular, estamos rodando ao redor dos bairros, não estamos entrando nos finais de linha por questão de segurança”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar