Esportes

Edmundo diz que Gabigol se acomodou na Itália: ‘Jogar lá é fácil’

Durante a edição desta quinta-feira (25) do programa “Expediente Futebol”, do canal Fox Sports, o ex-jogador e comentarista Edmundo falou sobre o atacante Gabriel “Gabigol” Barbosa, que finalmente foi confirmado como reforço do Santos após uma passagem apagada pela Inter de Milão e pelo Benfica.

“Jogador bom joga em qualquer lugar. Não estou dizendo que ele é ruim, não. Ele é bom. Pode ter sido problema de comportamento, de ter chegado lá como a estrela principal, se acomodou nisso e não jogou, mas acho que um cara de personalidade forte e que quer de fato jogar bola… Porque sou de uma geração antiga, que gostava mais de jogar bola do que do dinheiro. Ganhava (dinheiro) em consequência”, disse Edmundo, que no futebol italiano defendeu a Fiorentina e o Napoli.

“Às vezes, jogador comum vira craque, porque é fácil. Desculpa, jogar na Itália é uma teta. Joguei lá, meu Deus, você faz assim, e o cara com a cintura dura vai. Eles jogam fechadinhos, com marcação homem a homem e se saiu, está livre, fica com aquele espaço aberto”, acrescentou.

Notícias ao Minuto

Edmundo ainda lembrou de uma partida contra o Parma, que tinha na época grandes nomes do futebol italiano.

“Ué, o Cannavaro foi melhor do mundo. Aí pegamos o Cannavaro no Parma. Tinham Buffon, Cannavaro, Thuram, e eu deitei. São muito bem (organizados) taticamente, posicionamento, e eles contratavam na minha época os melhores do mundo, que não jogavam na Inglaterra ou na Espanha, eles jogavam na Itália. Contratavam os melhores e era aquele posicionamento ali, duas linhas de quatro, mas… Acho que se ele (Gabigol) tivesse ‘rabbia’, que em italiano é vontade, disposição, ele teria vencido lá, porque capacidade ele tem”, finalizou o ex-jogador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo