Notícias

‘É importante que o Brasil resolva problemas que se repetem há anos’, declara Dilma ao inaugurar Adutora do Algodão

Após acionar as torneiras da primeira etapa da Adutora de Algodão em Malhada, no oeste baiano, a presidente Dilma Rousseff disse, na manhã desta sexta-feira (9), que além de beneficiar com a água do Rio São Francisco, o município de Guanambi e outras cidades da região, a medida resolve um problema de interesse nacional. “Vim aqui inaugurar essa Adutora do Algodão porque é importante que o Brasil resolva problemas que se repetem há anos e uma das coisas essenciais na Bahia é a água”, avaliou a mandatária. Na cerimônia, também estiveram presentes o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, o governador Jaques Wagner, os presidentes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz e da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Abelardo de Oliveira. “Nós não controlamos o clima, mas podemos garantir instrumentos para ter água estocada”, completou Dilma. Ela também disse que deve ao estado o fato de ser presidente, já que o seu bisavô, ao qual se referiu como “Dudu”, saiu da cidade baiana de Caetité, para Minas Gerais. Dilma anunciou o lançamento do Programa Nacional de Irrigação, na próxima terça-feira (13).  Em discurso, o ministro afirmou que a Bahia será o estado mais contemplado com o projeto federal. “Será o maior programa de irrigação da história do Nordeste”, prometeu Bezerra. De acordo com o titular da Integração, o programa também atenderá as regiões Norte, Centro Oeste e Sul. O evento de inauguração da etapa da adutora contou com presença de vários prefeitos da região, entre eles o de Malhada, Valdemar Lacerda, e o de Guanambi, Charles Fernandes, e dos deputados federais petistas Afonso Florence e Luiz Alberto, Arthur Maia (PMDB), Daniel Almeida (PCdoB), e dos estaduais Ivana Bastos (PMDB), Luiz Augusto (PP), João Bonfim (PDT), Eudes Ribeiro (PV).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo