Saúde

Dor de barriga depois da praia pode ser giárdia

Pode não ser uma simples dor de barriga.

Infelizmente, muitas águas do país são impróprias para banho. Isso porque podem dar muito mais do que uma simples dor de barriga depois da praia, levando a diversas doenças. Entre elas, uma causadora do mal estar, a giárdia. Saiba o que é e seus sintomas principais.

Por que a dor de barriga depois da praia pode acontecer

O quadro é clássico: você volta da praia e depois de uma semana ou 15 dias, começam os primeiros sintomas. Primeiro enjoo, depois gases e uma cólica forte que desencadeia uma tremenda diarreia. Ela tem aparência líquida, gordurosa e um cheiro simplesmente terrível. Um clássico caso de giardíase, causada pelo protozoário Giardia intestinalis, de acordo com o Ministério da Saúde.

A doença leva todo esse tempo para se manifestar por causa do tempo de incubação do parasita. Isso leva entre 5 a 25 dias, porém é normal que os primeiros sinais apareçam no máximo em 10 dias. Tempo o suficiente para que provavelmente você não associe o problema à praia. Crianças podem demorar mais a apresentar os sintomas, mas certamente adolescentes e adultos sentirão logo o efeito.

Como é a transmissão

A transmissão da giardia na praia se dá principalmente quando a pessoa acaba engolindo água do mar contaminada. Porém, essa não é a única forma. Muita gente senta nas barracas, achando que, por ter alguma estrutura, oferecem segurança alimentar. Mas nem sempre é assim, o suco ou até mesmo o gelo podem estar contaminados.

Praias limpas e próprias para banho também podem passar a doença. Isso porque muitas vezes, cachorros podem defecar no local e se eles estiverem contaminados, passarão o protozoário para a água. Por isso é tão importante não levar os cães à praia, a não ser que já tenham feito o checkup para averiguar doenças e tomado todas as vacinas.

Mas essa não é a única forma de contaminação. A giardíase pode ser passada por um alimento ou copo de água contaminado. Além disso, acontece também ao colocar na boca a mão com os cistos, depois de tocar em algo contaminado na rua. O sexo anal desprotegido pode infectar o parceiro, assim como alimentos mal cozidos.

Então, a melhor forma de evitar o problema, que parece estar em todos os locais, é manter as regras básicas de higiene. Além disso, não faz mal dar para toda a família, um remedinho antiparasitário, evitando assim dor de cabeça futura. Com atenção, cuidado e higiene, você pode garantir um verão mais tranquilo para todos. (Dicas Online)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar