Entretenimento

Diretor do SBT pede perdão a Xororó por ter expulsado Sandy & Júnior de emissora

A série documental sobre Sandy & Júnior, lançada recentemente pela GloboPlay, fez vir à tona uma história de constrangimento sofrida pelos jovens artistas no final da década de 1990. Sem citar nomes, o pai da dupla, Xororó, revelou que, certa vez, os filhos foram expulsos de uma emissora por um funcionário da TV. 

Os fatos relatados pelo sertanejo foram presenciados pela esposa do artista, Noely. A confusão foi gerada, segundo ele, por causa dos seguranças que acompanhavam a dupla no local. “O cara [funcionário] chegou: ‘Espera aí, por causa de Sandy & Junior tem segurança aqui? Aqui não tem bandido não, pode sair todo mundo'”, relembrou o sertanejo. 

Nem mesmo a equipe dos artistas conseguiu reverter a situação, tentando convencer o funcionário. “Não quero saber de segurança aqui. Podem ir embora! Outra coisa, faz o seguinte: fale para os artistas que podem ir embora também!”, disse o autor do constrangimento, segundo Xororó. 

O pai de Sandy e de Júnior admitiu que na época sentiu raiva e vontade de confrontar o funcionário, mas o irmão, Chitãozinho, acalmou o parceiro e fez ele tirar a ideia de criar ainda mais confusão pelo ocorrido.

Na série, Xororó refletiu sobre o fato passado e chegou a se emocionar ao tocar no assunto: “São essas mágoas que realmente ficam. Desculpa, mas mexer com filho da gente não pode não. Você se agiganta, você vira bicho”.

MARCELO DE NÓBREGA

De acordo com o portal Na Telinha, após repercussão da história e famosos serem apontados nas redes sociais, chegou-se ao nome de Marcelo Nóbrega, filho do humorista Carlos Alberto de Nóbrega. Procurado, o diretor do SBT admitiu que, realmente, fez parte da confusão e que hoje estaria disposto a pedir perdão a Xororó e também a Sandy e Júnior. 

Ao relatar sua versão sobre o fato, no entanto, Marcelo comentou que na ocasião os seguranças, que eram da gravadora Universal Music, estavam atrapalhando outros atores do humorístico “A Praça É Nossa”, atração que a dupla faria participação. 

Ao procurar o representante da gravadora, porém, Nóbrega teria se surpreendido com a resposta: “Perguntei ao responsável da gravadora se podia tirar os seguranças, porque eles começaram a barrar os artistas da Praça. Falei: ‘Não é para barrar os nossos artistas que vocês estão aqui’. Ele: ‘Não quero saber, se os seguranças não ficarem eles não gravam’”.

“Ele me afrontou no meu programa, na emissora onde eu trabalho. Esse cara da gravadora foi o grande culpado. Falou: ‘Se você quiser, levo eles embora’, como se não precisassem da ‘Praça’. O meu sangue ferveu, fui proteger os meus artistas. Não precisava daquele exagero. Ele me enfrentou e eu o enfrentei”, continuou. 

Hoje, arrependido pelas atitudes tomadas, Marcelo acredita que teria mesma reação que Xororó teve e que, se pudesse, voltava atrás, por considerar Sandy & Júnior “dois artistas tão queridos”. “Eles saíram chorando de lá por uma grosseria de um profissional da gravadora que se achou mais importante do que o diretor e o apresentador do programa”, afirmou.

“Eu penso em procurá-lo [Xororó], mas tenho medo da reação dele. Eu me arrependi. Devia ter dado um soco na parede e quebrado os dedos e não fazer isso. Se eu tivesse a oportunidade, eu gostaria de me desculpar com Xororó desde a época em que aconteceu isso. Fiz, me afrontaram. O responsável da gravadora não pensou em Sandy & Junior nem no Xororó, podia ter tirado um segurança. Queria que fosse até com meu ídolo Roberto Carlos, não com eles”, completou. 

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo