CotidianoGeral

Dilma não convence sindicalistas a suspender greve geral

IMAGEM_NOTICIA_5 (1)Em reunião com dirigentes de cinco centrais sindicais nesta quarta-feira, a presidente Dilma Rousseff disse que “não existe tarifa zero” para transporte coletivo e detalhou o pacote de medidas para conter a onda de protestos no país. “O meu governo vai disputar a voz das ruas”, afirmou Dilma, segundo relato de sindicalistas que participaram do encontro. A presidente, porém, não conseguiu convencer os sindicalistas a suspender a greve geral marcada para 11 de julho e muitos deles deixaram o Palácio do Planalto sem esconder a irritação com o que chamaram de “falta de propostas”. Dilma pediu apoio aos dirigentes das centrais ao plebiscito popular para votar a reforma política. Para ela, é “primordial” que as mudanças já estejam em vigor na eleição de 2014, quando disputará o segundo mandato. Ela defende, por exemplo, o financiamento público de campanha, sob o argumento de que essa é a melhor forma de coibir o abuso do poder econômico. “A corrupção é um crime hediondo”, disse Dilma, ao lembrar um dos pontos do pacto lançado pelo Planalto em resposta à onda de protestos. Em 2005, o PT foi alvejado pelo escândalo do mensalão e hoje os petistas condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) aguardam o julgamento dos recursos, na tentativa de diminuir suas penas. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar