Política

Dilma estaria conformada com a antecipação do fim de seu governo, diz jornal

DILMA - CABECA BAIXACom a ferrenha investigação em torno no Partido dos Trabalhadores, de Lula e do governo atual, segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, a presidente Dilma Rousseff já estaria reagindo de uma maneira mais conformada com a ideia de que ela possa não finalizar os quatro anos de mandato.”Eu tenho que combater o bom combate. Ganhar ou perder é o resultado”, disse Dilma, segundo a colunista.

Ainda de acordo com a Folha de São Paulo, é nítido e consensual entre os ministros mais próximos de Dilma que o governo não deve durar até 2018. Essa opinião tomou conta após as informações de que empreiteiras poderiam revelar durante as delações premiadas, as contribuições através de caixa dois para a campanha da presidente de 2014.

Leia mais

CPI do mensalão: Delcídio poderá revelar negociações com Aécio

Lula pode ganhar ministério de Dilma para evitar prisão, diz colunista

Brumado registra mais de 300 notificações de zika vírus

Mônica Bergamo diz ainda em sua coluna, que a Odebrecht chegou a enviar recados para Dilma, antes mesmo de Marcelo ser preso, ressaltando que os dados bancários da Suíça poderiam revelar que João Santana havia recebido recursos no estrangeiro.

O objetivo seria que Dilma tentasse evitar que essas informações chegassem ao Brasil. Porém, tanto o marqueteiro quanto a sua mulher, Mônica Moura teriam garantido e tranquilizado a presidente de que não havia nada irregular no exterior em relação às contas da campanha presidencial.

Noticias ao Minuto

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo