Cidades

Dez de ouros’ do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública é preso

Prisão ocorreu na quinta-feira (02), no  Brongo.

José Roque Paixão de Jesus, o Ninho, 32 anos, o Dez de Ouros do Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública (SSP), foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária por um duplo homicídio praticado em 27 de março de 2013. Além desse crime, ele é suspeito de envolvimento em mais 15 mortes. Minho, como também é conhecido, é apontado pela polícia como líder do tráfico de drogas no Uruguai, Massaranduba, Ribeira e Jardim Cruzeiro, além de Pirajá.

 

O Dez de Ouros foi preso na quinta-feira, 2, em uma casa usada como esconderijo na localidade do Brongo, no IAPI. Ele estava sozinho e nenhum material ilícito foi encontrado no imóvel. Segundo a polícia, as investigações desenvolvidas até agora indicam que a maioria dos assassinatos pelos quais ele é investigado tiveram como motivação a disputa por ponto de venda de drogas. “Nós temos até agora um levantamento de 17 homicídios.

 

Na maioria deles, houve participação direta dele”, afirmou a delegada Pilly Dantas, titular da 3ª Delegacia de Homicídio (DH/ BTS), do Departamento de Homicídios (DHPP). Uma das vítimas de Ninho foi uma mulher de prenome Jéssica, que foi assassinada em 2013. Ela era companheira de um rival dele e estava grávida, quando foi assassinada. De acordo com a delegada Pilly Dantas, Ninho foi matar o rival conhecido como Aguru, mas Jéssica se jogou na frente do marido e acabou baleada e morta. Aguru está preso.

 

As vítimas do duplo homicídio que resultou no pedido de prisão temporária dele foram Lucas Silva dos Anjos e Carlos Alexandre Farias Cerqueira. Em depoimento à polícia, ele confessou apenas o assassinato de Renato Santos da Conceição, em 2013, no Jardim Cruzeiro, motivado pela disputa por pontos de venda de drogas. (A Tarde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo