Cotidiano

Desidratação intensifica a atividade cardíaca e pode causar infarto

MULHER - BEBENDO AGUAOs dias quentes do verão são convites para quem quer praticar atividades físicas e cuidar mais do coração. Mas é importante tomar alguns cuidados e se preparar antes de mudar a rotina. “A atividade física para pessoas não condicionadas impõe ao sistema cardiovascular uma sobrecarga adicional de forma abrupta, que pode causar desde arritmias até eventos graves como infarto do miocárdio ou derrame cerebral”, conta o cardiologista Fernando Alves da Costa. O especialista faz um alerta, que além da falta de condicionamento físico, as altas temperaturas aumentam os riscos de quem não tem o hábito de ingerir água de forma regular, mesmo quem já pratica atividades físicas e, principalmente, para idosos, cardíacos e portadores de doenças coronárias, que tenham feito cirurgia cardíaca ou angioplastia coronariana.  Isso porque a redução do volume de água nos vasos provoca aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, intensificando o trabalho do coração, que em casos extremos pode sofrer um infarto. Preferir alimentos mais leves, como frutas e verduras, é uma das formas de evitar esses problemas, mas o essencial é conhecer a saúde do coração. “Com um check-up pode-se determinar a saúde do órgão, intensidade, tempo e frequência que atividades físicas devem ser praticadas”, explica o cardiologista. Mesmo depois do check-up, o ideal é começar a mudar de hábitos com caminhadas leves. O importante é não ficar parado. Além contribuir para redução do risco de morte por doenças cardiovasculares, atividades físicas ajudam na redução da pressão arterial, níveis de glicemia e colesterol, além de melhorar a autoestima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo