Política

Deputada propõe investigar metrô na gestão Imbassahy; requerimento encalha na Câmara

LUIZA MAIAA deputada estadual, Luiza Maia (PT), vai propor uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para investigar as denúncias de superfaturamento de verbas no Metrô de Salvador que surgiram neste domingo (5). De acordo com a petista, os R$ 166 milhões de sobrepreço que o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou nas obras “não ficarão impunes”. “Teve esse rombo todo, na gestão de Imbassahy (PSDB) que agora, na CPI da Petrobras, paga de paladino da justiça. Quem errou, seja no PT ou no PSDB, precisa pagar. Já na segunda ou terça-feira (6,7) eu vou começar a coletar as assinaturas”, afirmou, em entrevista, neste domingo. Na Câmara Municipal de Salvador (CMS), em fevereiro, um requerimento para a criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que vai investigar as obras do metrô de Salvador foi apresentado  Mesa Diretora da Câmara pelos vereadores Vânia Galvão (PT) e Henrique Carballal (hoje, sem partido, mas, à época, PT). De acordo com informações de bastidores, a investida é uma “cutucada” de Carballal no presidente da Casa, Paulo Câmara (PSDB), uma vez que o objeto de investigação passa por boa parte do mandato do ex-prefeito de Salvador e atual deputado federal Antônio Imbassahy (PSDB), parente do atual dirigente do legislativo. Até o momento, no entanto, o requerimento não foi votado pela mesa e não saiu do papel.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo