Slide

Denúncia por tiro dentro de carro pode levar Adriano a pegar um ano de prisão

Recém-dispensado pelo Flamengo, o atacante Adriano será julgado no dia 13 de dezembro e pode pegar de dois meses a um ano de prisão. A denúncia por lesão corporal, feita nesta quarta-feira (14) no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), foi em referência ao tiro dentro de seu carro em dezembro do ano passado, que atingiu o dedo de Adriene Cyrillo Pinto, e envolve também o ex-PM Júlio César de Oliveira, que estava no veículo durante o episódio e pode pegar a mesma pena do jogador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo