Geral

Denúncia aponta que Vale sabia que barragem teria se movido 40 centímetros

Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia

O senador Carlos Viana (PSD-MG) afirmou nesta terça-feira (29), que recebeu uma denúncia de que a Vale estaria ciente, há seis meses, que a barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, teria se deslocado cerca de 40 centímetros, representando, assim, alto risco geológico em seu funcionamento.

“A Polícia Federal tem essa informação e prendeu cinco engenheiros envolvidos na estruturação do projeto. Estou acompanhando de perto todo o cenário, e acredito que a Polícia Federal e o Ministério Público irão tomar as melhores decisões e descobrir o que de fato ocorreu. Se a empresa sabia dos riscos e não tomou providências, a situação fica muito mais grave”, disse Viana.

A barragem se rompeu na última sexta-feira (25) e até o momento já estão confirmados 65 mortes e 288 desaparecidos. A denúncia chegou até o senador mineiro após um movimento para a criação de uma CPI de investigação da tragédia.

A empresa ainda não se pronunciou sobre a denúncia. As informações são do site Hoje em Dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo