Cidades

Delação de médico preso pode atingir prefeitos e ex-prefeitos baianos e sergipanos

Continua preso na 8ª Delegacia Metropolitana, localizada no bairro Capucho, em Aracaju, o oftalmologista Vinicius Cunha Góes. Vinicius foi preso na manhã de ontem, 28, em seu apartamento, na Mansão Buena Vista, bairro Jardins, na capital sergipana.

A Operação Lanzarote  que identificou fraudes na Bahia e em Sergipe (Aracaju e Itabaiana) no Projeto Glaucoma, desenvolvido pelo Ministério da Saúde. Vinicius é proprietário do IOSE, Instituto Oftalmológico de Sergipe.
O NE Notícias apurou que, se o oftalmologista fizer delação premiada, poderá comprometer prefeitos, ex-prefeitos, secretários e ex-secretários de municípios sergipanos e da Bahia.
Por causa das fraudes, desde o último dia 15 de janeiro o Ministério da Saúde não tem feito repasses para municípios tratarem pacientes com glaucoma. Há algumas semanas, portanto antes da prisão, o oftalmologista foi entrevistado por Gilmar Carvalho, na MIX FM, quando tomou a iniciativa de denunciar a falta de recursos pelo Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo