GeralSlide

Defesa de Dirceu quer adiar publicação de acórdão do mensalão

DIRCEUA defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu ingressou com dois recursos no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (3) para tentar adiar a publicação do acórdão da Ação Penal 470, o mensalão. O advogado José Luiz de Oliveira Lima apresentou um agravo regimental para pedir que o plenário do STF se manifeste sobre o pedido de mais prazo para acesso aos votos escritos dos ministros. Ele também apresentou um pedido de medida cautelar, em carater de urgência, para adiar a publicação do acórdão até que todos os ministros se posicionem sobre os pedidos. Na petição, o advogado afirma que a negativa do ministro Joaquim Barbosa, que relatou o processo, de conceder mais prazo impediu que a defesa conhecesse os votos escritos e que a recusa do pedido não apresentou “argumentos idôneos”. No primeiro recurso negado, Joaquim Barbosa afirmou que as sessões foram públicas e que puderam ser acompanhadas, inclusive pela TV Justiça. O presidente do STF também alegou que nem todos os votos estavam disponíveis. A expectativa da defesa de Dirceu era que o recursos fosse apreciado na sessão plenária desta quarta, o que não aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo