Cotidiano

Defesa de Dilma recorre ao STF para barrar impeachment

DILMA E JOSE EDUARDO CARDOSOO ex-ministro e advogado de Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, entrou no Supremo Tribunal Federal (STF) com um mandado de segurança contra a decisão do Senado que tirou o mandato da ex-presidente.

A defesa já havia informado nesta quarta-feira (31) que iria acionar o STF para contestar o impeachment. De acordo com o portal G1, na ocasião, ele disse que as ações iriam contestar “irregularidades formais no processo”.

O impeachment de Dilma foi aprovado pelo plenário do Senado por 61 votos a 20. Contudo, ela não foi punida com a inabilitação para funções públicas.

Com isso, ela poderá se candidatar para cargos eletivos e também exercer outras funções na administração pública.

Leia mais

‘Faz muito sexo aqui’, aconselha Paes a beneficiária em entrega de moradias populares

Cozinha provoca uma média de 104 discussões por ano entre os casais

Prazo para saque do abono salarial termina amanhã

Salvador perde posto de 3ª maior capital do país para Brasília; cidade passa a ser a 4ª

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar