Bahia

Decreto proíbe pregação religiosa na nova Estação Pirajá

Decreto regula o Sistema Metroviário de Salvador.

Foto: Manu Dias/GOVBA
Foto: Manu Dias/GOVBA

De um lado, usuários que esperam uma viagem tranquila em um sistema de transporte público caótico. Do outro, evangélicos crentes de que apregoar em volume alto sua religiosidade nos ônibus soteropolitanos é o melhor caminho para serem “educados” e “educar” à maneira de Deus.
A Estação Pirajá, um dos principais terminais de ônibus urbanos e metropolitanos da capital baiana, integrado ao metrô, passou a proibir, desde o início deste mês de fevereiro, pregações no local. As novas regras da CCR, empresa que administra o terminal, está baseada no Decreto 15.197, sancionado pelo então governador da Bahia, Jaques Wagner, em junho de 2014, que regula o transporte, tráfego e segurança dos serviços relacionados ao Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas.
apregoar
Veja mais
Bebê em Salvador teve rara complicação associada à zika, diz pesquisa
Salvador registra cerca de 4 assaltos por dia a coletivos
Adolescente de 15 anos é morto a tiros na Fazenda Grande do Retiro em Salvador
As proibições explicitadas no artigo estão direcionadas tanto aos cultos quanto à colocação de cartazes e mendicância. A regra ainda impede o uso de aparelhos sonoros, tocar instrumentos ou emitir falas e cantos que atrapalhem a audição dos serviços de sonorização do espaço. Em caso de descumprimento, o infrator pode ser advertido, retirado da estação ou trem, e ainda multado. Bahia.ba.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios