Notícias

Datafolha: Haddad lideraria a eleição se somente a USP votasse para prefeito

Se a eleição para prefeito de São Paulo fosse restrita a alunos, professores e funcionários da USP, Fernando Haddad (PT) lideraria a disputa, mostra pesquisa feita pelo Datafolha em parceria com a ECA (Escola de Comunicações e Artes) da universidade. O petista alcança 25% das intenções de voto contra 15% de José Serra (PSDB). Carlos Giannazi (PSOL) tem 9% e, no limite da margem de erro, aparece empatado com Serra em segundo. Ele disputa o terceiro lugar com outros três candidatos: Soninha Francine (PPS) e Gabriel Chalita (PMDB), com 8%, e Celso Russomanno (PRB), que alcança 5%. O cenário destoa do identificado pelo Datafolha no total da cidade, em que Russomanno lidera com 30% e Serra e Haddad disputam a segunda colocação, com 22% e 18%, respectivamente. O percentual dos que dizem que optariam pelo voto branco ou nulo também é diferente na USP: 20% contra 8% na totalidade paulistana. Haddad é líder também no recorte que considera apenas os alunos da instituição. Já entre professores, o petista aparece numericamente atrás de Serra, mas tecnicamente empatado na liderança. Russomanno é o preferido de funcionários. Os alunos representam 87% da amostra. Professores, 5%, e funcionários, 8%. O levantamento na USP ouviu 1.003 eleitores e tem margem de erro de três pontos.A pesquisa foi conduzida por alunos de jornalismo da ECA de 24 a 26 de setembro e processada pelo Datafolha. Está registrada no TRE com o número 1.178/2012, informa a Folha. Haddad e Serra foram alunos da USP e lideram nas unidades em que cursaram graduação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo