Entretenimento

Dançarinas do ‘É o Tchan’ relatam maus tratos de Compadre Washington

Um vídeo feito pelas dançarinas do ‘É O Tchan’, Joyce Mattos e Zanza Pereira, caiu nas redes sociais na madrugada desta quinta-feira (2) e está causando o maior burburinho. Nele, as bailarinas do grupo reclamam de terem sido expulsas durante uma apresentação do grupo em Minas Gerais e dos maus tratos sofridos durante o tempo de banda pelos integrantes da produção e em especial por Compadre Washington.

Joyce relata o episódio acompanhada de Zanza, que concorda com tudo que a parceira de dança fala. Ainda no vídeo, a bailarina reclama do baixo salário. “Sempre fomos humilhadas. Além das humilhações, a gente tem a humilhação também de não ir pra televisão. Sendo que quando a banda estava morrendo, a gente ia para a televisão. Recebemos a mesma remuneração há cinco anos”, revela.

As bailarinas ainda culparam Compadre Washington pelo desconforto entre o grupo. “A produção mais o cantor, o Compadre Washington, no caso, foi o culpado porque não estava feliz. Se descontarem meu cachê serei obrigada a fazer essa denúncia”, disse.

Apesar do vídeo ter caído na web na madrugada desta quinta-feira, na terça-feira (31), a morena que ocupou o espaço deixado por Scheila Carvalho anunciou em seu perfil no Instagram o desligamento da banda, o que indica que a confusão aconteceu durante o final do mês de janeiro. “Venho em respeito ao público que aprecia o meu trabalho junto ao É o Tchan declarar que não faço mais parte do grupo. Quem diria, eu uma ex-vendedora de lojas, performance GLS, sem beleza, sem corpo, sem perfil e sem ser graduada em dança entraria para uma banda de tamanha grandiosidade. Ocupei o espaço sim de morena do Tchan, mas esse posto nunca foi meu…”, escreveu.

Ibahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo