Cidades

Dalva Sele e Afonso Florence são condenados a devolver R$ 8 milhões aos cofres públicos

A ex-presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele, o deputado federal Afonso Florence (PT) e outros seis ex-dirigentes da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur) foram condenados pela 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) a devolver R$ 8 milhões aos cofres públicos.

Em julho deste ano, Dalva já havia sido condenada a pagar R$ 69.648,75 mil aos cofres públicos. A ex-presidente da ONG ganhou notoriedade em 2014, após afirmar, em entrevista à revista Veja, que candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT), participaram de desvios de dinheiro que deveriam ter sido usado para construção de casas populares.

Sele acusou o então candidato a governador, Rui Costa, o senador Walter Pinheiro, o secretário Nelson Pelegrino e o deputado Afonso Florence.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo